Li

Google+ Followers

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

4 "Leis" do Casamento Cristão


4 Leis do Casamento Cristão (Pastor Coty)

"Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam."(Gn.2:24-25)

1ª Lei Emancipação: "Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe" (Emancipação Emocional: do cordão umbilical, ou seja, os pais não são os que escolhem, eles devem ser consultados, ouvidos, mas a escolha é daquele(a) que já rompeu com o cordão umbilical; Territorial: mudança de território, outra casa, ou outra cidade, ou outro Estado, ou outro país, ou seja, quem casa, quer casa, portanto é saudável acontecer a mudança de território; Financeira: ter o seu próprio sustento e com ele não depender dos pais para continuar pagando suas contas.). Tudo isso está ligada à maturidade, que é quando vc consegue colocar limites em vc mesmo. Não sendo mais necessário a interferência paterna ou materna em uma dessas emancipações!   

2ª Lei Esforço: "Apegar-se-a à sua mulher..."  No grego, esse verbo apegar-se, significa esforçar-se ou alcançar algo com muito esforço. E não é quando se casa que se alcançou o esforço, pois o casamento é uma busca pela unidade. Ou seja, de superar os conflitos, renunciar o eu, e principalmente aceitar o outro como ele (a) é! A tentativa de querer mudar ou moldar o cônjuge, é um dos principais motivos da falência nos casamentos. Esse esforço ele é contínuo no prazer em AMAR alguém que foi escolhido por Deus para você. Esforçar-se, é um ato de renunciar o egoísmo, afim de um bem comum.

3ª Lei Pertencer: "Serão uma só carne..."  O corpo do marido pertence à esposa e o da esposa ao marido. Se o corpo, que é aquilo que temos de mais íntimo, passa a ser dividido com o cônjuge, logo tudo, é de ambos. Ou seja, bens, os problemas, as lutas, as vitórias, as dívidas, as bençãos etc. Nada mais é só de um. Esse é um tópico onde ocorre a maioria das separações: falta de diálogo, que gera desconfiança e autosuficiência. E num relacionamento ninguém é suficiente em si mesmo. Porque nosso Deus é PLURAL e relacional. "Façamos o homem a nossa imagem..." Apesar de pertencermos um ao outro e ambos a Deus, somente a carne passa a ser uma, a alma com seus projetos, sonhos, desejos, anseios... É individual! Assim como o espírito! 

4ª Lei Nudez: "E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher e não se envergonhavam". O sentido de nu, é de ambos estarem transparentes, sinceros, às claras, com suas histórias resolvidas, sem segredos, sem mentiras... Pois, muitos casamentos se desfazem, por segredos ou pecados não confessados, por medo, vergonha, orgulho e falta de perdão genuíno, entre outros problemas mal resolvidos antes e durante o matrimônio.

OBJETIVO PRINCIPAL: ao contrário de algumas correntes teológicas, o casamento que foi instituído no Éden, foi criado por Deus para santificar um ao outro, afim de se relacionarem entre si e ambos com Deus. Pois, Deus é um Deus relacional, que se move e que se movimenta para vir até nós, como fez quando enviou seu filho e como ainda faz, através de seu Espírito Santo. 

LUTERO após as suas 95 teses afirmou que em 1 ano de matrimônio aprendeu mais sobre Deus e sobre seu Reino, que 10 anos de Monastério.

www.contoscontidos.blogspot.com.br

#ResumodaMinistraçãoPastorCotyJOCUM

#MinhasAnotações #ParaQuemCre #EuCreioAssim #Fidelidade #Integridade #Confianca #Frutificacao