Li

Google+ Followers

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

VEJO

Eu vejo o ar que se respira todo coberto de poeira.
Vejo a luz que brilha ao longe nesse inverno que não termina.
Vejo gotas de chuva que refrescam meus sonhos guardados em lugar secreto.
Vejo um amanhã que se inicia.
Vejo teus olhos que me vêm todos os dias, noites e madrugadas.
Vejo Tu que não dormes nunca.
Vejo a insônia que te consome a noite inteira.
Vejo o que não silencia:
O grito, o sussurro e a euforia.

Lilian Flôres