Li

Google+ Followers

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

POESIA PURA OU PURA POESIA?


Não sei o quero escrever.
Só tenho certeza do que não quero escrever:
POLÍTICA!...

Quero a palavra solta, livre dos versos e das rimas
Que são algemas para os sentidos...

Só sei que quero o querer querido por todas...
E sei não quero ser a querida que não quer:
NINGUÉM!
Quero o silêncio da euforia, livre dos gritos d'alma abatida
Que geme, sonha, sussurra e espera sempre...

Só sei que tenho certezas incertas.
E que sou óbvia e efêmera quando:
ANOITEÇO!
Quero a poesia das palavras comedidas,
Que dançam balé nos verbos de um anônimo poeta.


Lilian Flores