Li

Google+ Followers

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A Linha

Há linhas retas e tortas. Em determinados momentos é preciso ser linha reta. Já em outros, tortas. Sem querer eu escolho a torta. Elas me levam a rabiscos, vírgulas, aspas, pontos de interrogações... mas confesso que as linhas retas me fazem falta. Nelas teço riscos que vão seguindo em frente, sempre em frente, até chegar lá... Lá, onde não se pode ver, onde só se chega mergulhando, onde o sol já se pôs e o vento passa longe. Lá só se pode ouvir o pio dos pássaros. Lá, onde só eu e você podemos ir?!

Lilian Flôres